Ícone de localização no mapa

Você está em São João do Paraíso-MG



Nossas Unidades


Sobre

Logo com cifrão e fundo azul

dicas-para-organizar-as-financas-pessoais-e-manter-o-controle

Dicas para organizar as finanças pessoais e manter o controle

Finanças Pessoais

Controle Financeiro

Dicas de Finanças

Crédito Pessoal

Imagem do blog creditiva

Para realizarmos qualquer atividade, seja no trabalho, em casa ou compromissos pessoais precisamos de planejamento para que tudo saia o mais próximo do que desejamos. Da mesma forma, é necessário termos essa disciplina com o dinheiro. Planejar receitas e despesas é essencial. Quem não faz isso, pode conviver com muitas dívidas e dinheiro curto. Para te ajudar neste assunto, selecionamos algumas dicas para organizar as finanças pessoais e não entrar no vermelho.

  • Registre suas receitas e despesas

O primeiro passo para por ordem na vida financeira é colocar no papel toda movimentação realizada com o dinheiro. Assim vai ser possível saber quanto recebe, deve e gasta por mês. O ideal é anotar tudo, desde o cafezinho às compras parceladas.

Hoje já existem empresas, pessoas, sites e aplicativos que disponibilizam diversos materiais de controle financeiro. Acesse nosso conteúdo sobre Ferramentas para auxiliar no controle das despesas pessoais e veja opções de planilhas financeiras e de aplicativos de gestão financeira.


  • Adeque-se ao padrão de vida de suas finanças pessoais

Avalie todos os gastos anotados. Esse registro é importante porque mostra quanto está entrando e onde estão os gastos. Veja quais despesas não são essenciais e deixe para usufruí-las quando o dinheiro estiver sobrando. 

A sugestão é categorizar as saídas de dinheiro em dois grupos: “preciso” e “desejo”. O grupo “preciso” é só para o essencial, como moradia, transporte e alimentação. Já os itens do grupo “desejo” deverão ser cortados ou reduzidos para colocar a conta em equilíbrio e não entrar no vermelho.


  • Cuidado com o excesso de dívidas

Ter algumas dívidas é algo que acontece em alguns momentos da vida para se adquirir bens ou pagar contas emergenciais. No entanto, o importante é manter as finanças pessoais em equilíbrio.

É preciso avaliar quanto do orçamento é usado para quitar esse tipo de despesa para não onerar as demandas essenciais. Quando um valor entre 20% e 30% da renda vai para pagar dívidas, é sinal de alerta. Verifique seus registros e veja quais ações podem ser tomadas para assumir o controle do seu dinheiro.


  • Planeje suas compras para não entrar no vermelho

Faça uma lista de tudo que precisa quando for às compras no supermercado para não levar mais do que precisa. Quando necessitar de algo específico fique atento para não ser fisgado por promoções e ofertas.

Pesquise preços e formas de pagamento antes de efetuar qualquer compra. Prefira sempre pagar em dinheiro para não gerar pagamentos futuros com receitas que ainda nem recebeu. Se o pagamento é à vista negocie um desconto. Pensar no quanto está gastando pode evitar gastos desnecessários.


  • Crie uma reserva de emergência

Mesmo com a vida financeira organizada algumas despesas extras podem surgir. Para isso, é importante pensar na segurança financeira e começar a fazer um fundo emergencial. Separe todo mês uma quantia de dinheiro e guarde-o. Essa reserva pode evitar que você recorra a cheque especial ou outros meios de endividamento em caso de uma doença na família, obras em casa ou outros gastos inesperados.

Gostou das dicas para organizar as finanças pessoais e não entrar no vermelho? Visite nosso site e conheça os serviços disponíveis. Veja se algum dos produtos pode lhe ajudar a organizar sua vida financeira. Seja bem-vindo!